Desmistificando o Startupês!

Confira as principais siglas, termos, nomenclaturas, expressões ou terminologias mais utilizados por startups mundo à fora.

a  b  c  d  e  f  g  h  i  j  k  l  m  o  p  r  s  t  u  v  w  x  y  z 

 

#A

ABSTARTUPS
Associação Brasileira de Startups é um órgão privado que monitora, mede, capacita, conecta, promove e propicia eventos para o fomento de inovação e tecnologia para Startups. Construi para o crescimento de todos ecossistemas e hubs voltados as startups em todo o país.

 

ABNT
Associação Brasileira de Normas Técnicas é uma entidade privada e sem fins lucrativos, responsável pela normalização técnica no Brasil, fornecendo insumos ao desenvolvimento tecnológico brasileiro.

 

ACELERADORA
Como diz o nome, uma aceleradora tem o objetivo de acelerar o crescimento de uma startup. Essas organizações buscam negócios promissores, com o objetivo de ajudar seus idealizadores a consolidarem suas ideias e estabelecerem seus negócios no mercado. Geralmente, a aceleradora torna-se sócia minoritária da startup e ajuda o negócio a ganhar forma e consolidar-se.

 

ADOTANTE
Aquele ou aquela que adota. Por exemplo, quando você apresenta um MVP teste a um cliente e ele testa e gosta da sua solução, diz que ele adotou sua ideia.

ADWARE
São softwares de computador baseados em propaganda. É também um modelo de negócio no qual um software é oferecido gratuitamente (ou a um preço bem reduzido) em troca da exposição publicitária aos usuários. Este modelo foi muito famoso entre softwares desktop na década de 90 e início dos anos 2000, quando a internet começou a ganhar popularidade ao redor do mundo.


ADVISOR
É um consultor com o mais profundo conhecimento em uma área específica e também inclui experiência multidisciplinar e multifuncional. O papel de um advisor é de um conselheiro (um mentor) para determinadas ações.

 

AGRITECHS
Conforme sua nomenclatura do inglês (agriculture + technology), é o uso da tecnologia na agricultura. Em outros termos, é a descrição do setor que define as novas oportunidades de tecnologia, inovação e de produtos que as empresas do agronegócio precisam para crescer sustentáveis.


APORTE
É outra denominação para o investimento ou aplicação feito em uma empresa. Significa subsídio ou contribuição financeira utilizada no meio empresarial à empresas. Comumente escuta-se a afirmação: “aquela empresa recebeu um aporte milionário.

 

ATIVO

É um termo básico utilizado para expressar os bens, valores, créditos, direitos e assemelhados que, num determinado momento, formam o patrimônio de uma pessoa singular ou coletiva e que são avaliados pelos respectivos custos.
 

ASSINATURA
Modelo de receita utilizado por Startups que usam este tipo de cobrança de seus usuários, dependendo do projeto, um valor fixo e recorrente (normalmente mensal), pelo uso do produto ou serviço. É o modelo mais usado (junto com o Freemium) em Startups com um modelo de negócio do tipo SaaS – Software as a service – como o ContaAzul, por exemplo.

 

AUTO-RENEWAL

Caracteriza os contratos que, depois de um prazo determinado, pode ser renovado de forma automática, sem a precisão de uma nova assinatura.

 

#B

B2B (business to business)
É o termo usado quando uma empresa vende produtos ou serviços para outras organizações. Por exemplo, uma companhia que vende softwares, como a IBM, foca a força de vendas em fechar contratos com outras empresas. Portanto, o modelo de vendas da IBM é baseado no B2B.

 

B2B2C (business to business to consumer)
É um conceito bem parecido com o B2B, mas, neste caso, inclui toda a cadeia comercial. Engloba desde a indústria de transformação, empresas até o consumidor final. Esse sistema permite que a indústria venda ao consumidor final sem prejudicar a cadeia, de maneira que o varejista não seja afetado negativamente por essa venda direta.

 

B2C (business to consumer)
Termo utilizado para descrever transações entre empresas e o consumidor final como público-alvo das vendas. Um exemplo bem prático disso são os shopping centers que vendem seus produtos e serviços para toda a população.

 

B2E (business to employee)

Esta relação define as transações comerciais entre as empresas e seus funcionários. É similar à B2C, mas, nesse caso, o cliente final é o colaborador da empresa. Acontece quando uma pessoa faz parte do quadro de funcionários de determinada companhia e decide adquirir os produtos ou serviços fornecidos por essa empregadora. Também pode considerar como endomarketing.

B2G (business to governement)

Esse formato compreende o relacionamento de vendas entre empresas e organismos públicos como alvos do negócio. Licitações e pregões eletrônicos, por exemplo.

B2S (business to social)
Este é um termo muito em voga nos dias atuais. Trata-se de empresas que tem foco em negócios sociais.

BABY BOOMERS
É uma definição genérica para crianças nascidas após a Segunda Guerra Mundial (1946 a 1964) e têm características distintas como: são firme e maduro nas decisões, possui renda consolidada, tem padrão de vida estável, sofre pouca influência da marca no momento da compra, preferem produtos de alta qualidade, experiências passadas servem de exemplo para consumo futuro, não se influencia facilmente, não vê o preço como obstáculo e etc.

 

BENCHMARKETING
É um processo de comparação de produtos, serviços e práticas empresariais, com o objetivo de melhorar esses processos analisando as estratégias de outra empresa, afim de criar ideias novas em cima do que já é realizado.


BOOTCAMP

É um treinamento/formação/ensino com um tipo de aprendizado intensivo e acelerado, focado nas habilidades mais relevantes de uma determinada área (software/marketing), com o objetivo de preparar você para os desafios do mercado como branding pessoal, inovação, gestão financeira, vendas e liderança, etc.

 

BOOTSTRAPPING
Este é, provavelmente, seu primeiro tipo de investimento no seu projeto. Cerca de 80% a 90% das Startups iniciantes utilizam este tipo de investimento. Neste caso, é o próprio empreendedor ou componentes do seu team, que investem dinheiro do bolso na empresa.
 

 

BRAINSTORM

Significa uma tempestade de ideias. Caracteriza-se por uma dinâmica de grupo que é utilizada em diversos segmentos de mercado, principalmente em empresas, como uma técnica para resolver problemas específicos, desenvolver novas ideias ou projetos, estimular o pensamento criativo, etc.

 

BRIEFING
É um conjunto de informações ou uma coleta de dados passados em uma reunião para o desenvolvimento de um trabalho ou documento. Muito na administração, marketing, design e publicidade.

 

BREAK EVEN

É quando um negócio alcança o ponto de equilíbrio. Ou seja, quando os custos de um negócio são iguais a sua receita. Chegar ao break even significa que a partir daí deixa-se de perder dinheiro e passa a ganhar e/ou equilibrar o capital investido.

 

BURN RATE
É a taxa em que uma empresa está queimando, perdendo dinheiro. Normalmente é expresso em termos mensais. Por exemplo, ’’a taxa de consumo da empresa atualmente é de US $ 65.000 por mês". Nesse sentido, a palavra "queimar" é um termo sinônimo para fluxo de caixa negativo.


BUDGET

É o termo utilizado para designar o valor disponível em um orçamento para a execução de um job, evento ou produto.

 

BUYABLE STARTUPS
Se você tem uma grande ideia, algo inovador, e principalmente, se ela for híbrida, este é o seu tipo de Startup. Você precisará de um financiamento para poder concretizá-la, e é aí que entram os investidores (seu primeiro sócio). Atualmente, o sistema de financiamento crowdfunding e investidor anjo estão substituindo os investidores formais desse tipo de negócio.

 

BUSINESS MODEL CANVAS
É um quadro de modelagem para planejamento de negócio, ideias, eventos, etc. Geralmente utilizado na fase embrionária de um negócio., serve para definir o modelo de negócio a ser seguido durante todo o projeto. O ‘business model” apresenta as técnicas de interação que uma empresa irá utilizar para se comunicar com os principais parceiros, atividades, recursos-chave, valor, relacionamento com clientes, canais de mercado, segmentos de clientes, estrutura de custos e receitas.

 

BUY BACK
É quando uma empresa é recomprada pelo fundador. Um exemplo clássico de “buy back” foi quando Flávio Augusto, fundador do meuSucesso.com, recomprou a Wise Up por R$ 398 milhões do Grupo Somos Educação – o mesmo que em 2013, adquiriu a rede de escolas por quase R$ 900 milhões.


BUSINESS PLAN
É basicamente o plano de negócio da empresa. Este documento deve conter dados da empresa e de seus integrantes, como: a descrição do produto/serviço que a empresa oferece, a análises de mercado feita pela empresa, sua estratégias de vendas, marketing e etc.

 

#C

CAP TABLE
O termo abreviado vem da nomenclatura "capitalization table", e mostrar a participação acionaria em uma empresa. Detalha quem são os acionistas de uma empresa, qual a participação real de cada um destes sócios no negócio. Contendo uma lista definitiva de quem tem o que dentro da empresa, ou seja, a participação de cada um dos acionistas da empresa, suas garantias, direitos e opções no negócio.


CAC (Customer Acquisition Cost)
Significa o custo de aquisição de clientes, referindo-se quanto é gasto para trazer um novo cliente para o negócio. Muito utilizado no meio digital para atrair leads.

 

CCO (Chief of Communication Officer)
É o chefe ou diretor de comunicação e relações públicas da empresa, também pode ser “Chief of Commercial Officer”, ou seja, Diretor Comercial.

 

CANAIS DE VENDAS

São os meios pelos quais as empresas fecham negócios com seus produtos e serviços. Esses meios podem ser um local, uma plataforma ou uma mídia, que permita que os consumidores tenham acesso ao que é ofertado pelas empresas e realizem suas compras.

 

CAPITAL SOCIAL
É o valor que os sócios ou acionistas estipulam no momento da abertura de uma empresa. É composto pela quantia bruta investida, ou seja, total necessário para um negócio começar as atividades, levando em conta o tempo em que ainda não vai gerar lucro suficiente para se sustentar.


CASH FLOW
Refere-se ao fluxo de caixa da empresa. Trata-se do controle dos valores que entram e saem do caixa.

COMISSIONAMENTO
É um modelo de receita que ocorre quando você vende um produto ou serviço de um parceiro através da sua própria plataforma e em troca ganha uma comissão, que normalmente é uma percentagem do valor da transação ou um valor f