Summit, o Supercomputador da IBM, Identifica Substâncias Para Conter Coronavírus no Mundo.


Supercomputador Summit realiza 200 quadrilhões de cálculos por segundo, o que é 1 milhão de vezes mais do que um notebook comum.


O supercomputador Summit, da IBM, identificou 77 substâncias químicas que podem ser utilizadas na contenção do avanço da nova variante de coronavírus pelo mundo.


Os pesquisadores do Laboratório Nacional Oak Ridge National, nos Estados Unidos, publicaram os resultados no periódico científico ChemRxiv.


O supercomputador Summit foi o primeiro do mundo a atingir velocidade de exaop, ou seja, um quintilhão de operações por segundo. Com isso, a máquina pode realizar uma série de cálculos para identificar potenciais tratamentos para frear o avanço da Covid-19.


Após analisar mais de 8 mil substâncias, o supercomputador encontrou algumas que conseguem se ligar ao pico de material genético que o vírus libera no organismo, desse modo, contendo o contágio.


Com a identificação de substâncias, o Summit deixa a ciência global mais perto da criação de uma vacina contra o novo coronavírus.


Os pesquisadores agora irão executar simulações novamente com um modelo do vírus mais preciso para confirmar a eficácia dos resultados encontrados neste primeiro estudo, destaca a revista Exame.





Este site é um canal de comunicação, pesquisa, apoio, fomento e desenvolvimento para empreendedores que buscam iniciar ou impulsionar sua(s) solução(ões) mirabolantes ao mercado.

2018-2021 © Startup Experience Brasil® v3.0110

Feito com muito & Fortaleza/CE